destino: uma cidade invisível

“Ansiedades esgotam a paz interior: através delas águas vitais são desperdiçadas no solo estéril das coisas materiais.”

A cidade Dorotéia fica no meio de um dos desertos mais quentes do planeta, uma depressão de terra. Lembrei das palavras de Khan: “Não fique desesperada, lá existe um oásis, cujo segredo são os canais subterrâneos escavados a mão, através dos quais se transportam as águas das Montanhas Celestiais.” Ele tinha toda razão, as águas sagradas foram a minha salvação, não só a minha,  mas de todos os viajantes que se aventuram por esses cantos.
Minha próxima parada foi em, Armilia, um povoado em frente a Montanha Otávia, neste ponto encontrei três opções de caminho. Escolhi seguir para o norte, até que consegui chegar a planície banhada pelo Rio Efraim.

Anúncios

2 comentários sobre “destino: uma cidade invisível

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s